O FIM DA LICENÇA MATERNIDADE


Chegamos ao fim da licença maternidade, meu bebê tinha apenas 3 meses e 7 dias, terminou dia 10 de outubro, o UNIVERSO que me desculpe, mas eu não via a hora de voltar para o trabalho. Ao longo do post você descobrirá o por que ;)

Retornando ao trabalho:
Eu pedi minha licença quando eu estava com 38 semanas, me arrependi? sim, apenas por um motivo, talvez com as idas e vindas do dia a dia, eu teria dilatado mais e conseguido um parto normal. 
Eu comecei voltando aos poucos, ia em domingo alternados, teve uma vez que uma funcionaria faltou ai meu patrão me pagou por fora para que eu trabalhasse o dia todo, o Théo tinha quase 3 meses , já estava próximo da licença acabar, eu acredito que ele fez isso para me testar, ter certeza que eu voltaria a trabalhar, foi a primeira vez que fiquei longe dele o dia todo, foi muito estranho, me senti saindo de um hospital aonde fiquei internada por meses, a maior dificuldade foi descartar o leite, pois naquela época meu fluxo de leite era grande e não havia recursos e formas para armazenar o leite.

Eu sabia que esse dia chegaria, mais cedo ou mais tarde eu teria que tocar o barco da minha vida, muito antes de engravidar eu sabia que minha vida não mudaria por causa do meu filho, e de fato a rotina mudou, mas eu continuo fazendo tudo o que eu fazia antes, eu apenas tive um filho, não morri, então eu voltei a trabalhar normalmente, eu acho que pra mim foi fácil, eu não chorei ou sofri por me separar do meu filho e em nenhum momento me condenei por estar retornando ao trabalho, eu fui muito despreocupada pois quem ia cuidar do Théo seria minha mãe e irmã, caso eu não tivesse elas, não sei como teria sido até hoje, de vez em quando tento imaginar outra pessoa cuidando dele, e não consigo, minha mente cria um bloqueio muito grande, pois hoje em dia as pessoas não tem mais amor no coração, eu não consigo nem imaginar o que eu faria com a pessoa que fizesse algum mal ao meu bebê.

Meu conselho para você que esta retornando a vida, ao trabalho, as atividades do dia a dia é:

1 - Tenha alguém de confiança para cuidar do seu filho, é bom ter essa pessoa em mente desde a gestação, certifique-se que essa pessoa cuidará do seu filho tão bem quanto você. Um bom teste a se fazer é observar o jeito que ela trata as pessoas a sua volta, á quem opta pelas creches, é ótimo pro desenvolvimento do bebê desde cedo lidar com todos os tipos de crianças, mas eu particularmente optaria pela creche em último caso.

2 - Aproveite cada segundo, a gente perde muita coisa do crescimento da criança, isso não dá pra negar, porém eu tento repor todo o tempo perdido brincando e me dedicando 100% quando estou com ele. 

3 - Em hipótese alguma se condene por estar voltando ao trabalhando, você precisa de dinheiro, o bebê precisa de fralda e a conta de luz precisa ser paga, eu li muito sobre o termino da licença maternidade, e vi muitos vídeos de mães dizendo que o patrão dela não precisa dele na mesma proporção que o filho precisa, ou que não ia mais trabalhar por que queria acompanhar o desenvolvimento do filho e tals, eu super entendo, mas no meu caso eu amo trabalhar, eu amo ter dinheiro pra comprar minhas coisinhas sem precisar pedir a ninguém, poder dar presentes bons pro meu filho é algo satisfatório para mim. Eu sei que perco muita coisa, mas eu também ganho muita coisa, eu aproveito o meu filho 100% e nunca se passou pela minha cabeça que eu estaria trocando ele por dinheiro ou uma estabilidade profissional, e sim que eu estou vivendo a minha vida conforme "toca a música". Conheço muitas mães da minha idade ou até mais velhas que gostariam de ter um emprego, de poder dar o que quiser para seu filho, ou ao menos poder trabalhar já que o marido não deixa, então não estou podendo jogar essa oportunidade fora.

Essas dicas servem pra você como eu, que precisa ajudar na renda da casa, que gosta de ser independente, se você não se enquadra nessas categorias que bom pra você :)

Se você não é mãe ou não esta passando por essa fase, talvez esse não seja o post ideal para você, eu acredito que você nem deva estar entendendo nada, depois que virei mãe, crio tantos diálogos comigo mesma, é tanta coisa que temos que aprender a lidar, é como se um novo mundo surgisse a nossa frente, um mundo que poucos entendem.

Não é fácil você acordar de manhã, separar seu uniforme e ficar o dia todo longe da pessoa mais maravilhosa que existe na sua vida, não é fácil mesmo, mas essa é só mais uma etapa da nossa vida no qual temos que enfrentar, temos que viver, pois a vida é assim, cheia de altos e baixos, a gente se acostuma, imagine como se fosse o primeiro dia de aula dele, no qual ele ficará o dia todo longe de você, você só precisa antecipar esse dia.

O Théo desde cedo vai com todo mundo, não é uma criança que não sai do colo da mãe (apesar que agora com 9 meses, ele esta na fase dos dentinhos e o colinho da mãe é o mais pedido), ele desde cedo se acostumou a ficar sem a minha presença, vai pra casa da avó e das dindas sem problema, e a melhor parte é que eu não esperei ele crescer pra me ver saindo e começar a chorar por não entender que eu vou, mas eu volto. Eu acho que ter que ver ele chorando teria sido mais doloroso, para ambos os lados.


Eu imaginei que a licença maternidade era um tempo para que eu pode-se descansar do trabalho, que era umas férias com o meu filho, que eu iria faxinar, por tudo em ordem na minha casa, visitar parentes sair e voar como passarinho, mas não, é apenas um tempo para que você se acostume a nunca mais poder dormir até tarde HAHAH, brincadeiras a parte, é um tempo para conhecer o bebê, dormir a tarde o que você não dorme a noite, no meu caso que fiz cesária eu não arrumei casa ou fiz comida, foi bem tenso, pois eu realmente percebi nesse tempo que eu não sabia nada sobre o que era ter um bebê em casa, tudo é tão diferente do que imaginamos. 

Aproveite esse momento para curtir e conhecer o bebê, durma quando o bebê dormir (literalmente), não se preocupe com a bagunça da casa, não se preocupe com o trabalho, NÃO se preocupe com nada, e quando voltar para o trabalho, mostre pra esses homens que depois que a mulher vira mãe a produtividade dela só tem a AUMENTAR hahahaha.

Uma ótima recuperação a todas, BEIJOS :*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...