MINHA VIDA DE MÃE - SEGUNDO MÊS

Há o segundo mês, como tudo muda de um mês para o outro, é incrível, como o que era dificuldade virou facilidade, graças a Deus, minhas noites de sono agradece. No primeiro mês eu tive muitas dificuldades para amamentar e dormir, fora a insegurança de ficar sozinha com um bebê tão frágil. Não que no segundo mês eu não tenha tido dificuldades, porém eu já estava tendo mais intimidade com ele.

Assim que ele completou dois meses eu coloquei na minha cabeça que tudo seria diferente, e tudo tem sido. Estava na hora de estabelecer horários, uma nova rotina se iniciaria naquele momento. A começar com o banho, por ele ser tão novinho só tomava um banho por dia e a minha preferencia era de manhã mas sem horário definido, e isso mudou, ele começou a tomar banho a noite umas 19 hs, um banho quentinho bem relaxante, uma roupinha quentinha e para finalizar, um mamarzinho bem gostoso.

Minha mãe comprou pra ele o sabonete liquido da johnsons hora do sono, eu não sei exatamente se funcionava, mas ele ficava mais relaxado depois do banho, então na primeira semana em que as mudanças começaram a acontecer eu acho que esse sabonete me ajudou, pode ser que não, mas eu prefiro acreditar que sim hahaha.


Depois do banho, eu dava de mamar e colocava ele para dormir no berço, as vezes ele dormia no peito, outras vezes eu colocava ele acordado no berço, os três primeiros dias foram difíceis, eu colocava ele no berço e ele acordava, ficava segurando minha mão até pegar no sono, mas quando eu tirava a mão com todo cuidado do mundo, ele acordava, ou as vezes ele dormia, e quando eu chegava na sala ele acordava ... foi assim de 20 hs até 22hs que é a hora que ele deveria acordar para mamar de novo, o segredo esta na persistência, você não pode deixar ele vencer, eu continuei insistindo por 3 dias e no quarto dia eu estava distraída e percebi o quanto ele estava chatinho, isso era 19hs, era um sinal, ele estava me avisando que a rotina de banho, mamar e dormir já estava na hora de começar, e assim tem sido todos os dias.




Quando o bebê tem uma rotina e ele sabe o que vai acontecer no seu dia a dia é muito mais fácil, tem dias em que essa rotina é quebrada, por conta de uma saída ou porque estávamos na casa de alguém, mas nada muda, no outro dia tudo acontece de novo.
Eu assisti um milhão de vídeos no youtube em que ensinava a mãe a fazer essa rotina do sono, absorvi o que dava para acrescentar na minha rotina e tudo foi se encaixando, outra técnica que tentei foi o ninho, mas não deu muito certo comigo.

Outro acontecimento dos dois meses do Théo foram as vacinas de 2 meses, senhor o que é aquilo? até hoje não consegui ver meu filho tomando vacina, sempre levo alguém comigo para segurar ele, foram 4 vacinas, sendo 2 em cada perna, ficou por 3 dias bem enjoadinho e com febre, foram dias bem difíceis, ver ele daquele jeitinho me deixou super triste, ele precisou de atenção 24 horas, nem no berço conseguiu dormir, mais uma vez compartilhamos a cama, dessa vez por um motivo que não dava para deixar ele naquele berço tão grande sozinho né? rsrs. Tem crianças que não tiveram reação a vacina, ele teve, mas também só nessa, graças a Deus.

Olha a carinha dele de doentinho :( é de partir o coração.

De um mês para o outro as coisas mudam muito rápido, no primeiro mês eu era mais insegura, ele era mais molinho, e agora com 2 meses, ele já olhava mais fixamente para a gente, sorria, acompanhava a movimentação da casa com os olhos, e sem contar que dormia muito melhor. Acho que a melhor coisa que aconteceu foi ter iniciado a rotina de sono, isso começou a por a minha rotina em ordem, e ele começou a identificar o que era dia e o que era noite (eu acho rs). Foi um mês de muito aprendizado.



Fizemos o nosso primeiro passeio que nos tirou o dia todo de dentro de casa, passamos o feriado do dia 7 de setembro no sitio da igreja, fora ir a igreja ou ir pagar alguma conta, eu e o bebê ainda não tínhamos passado tanto tempo fora de casa, foi maravilhoso, libertador, eu não aguentava mais ficar dentro de casa, me sentia presa, sem ter com quem conversar, e respirar ar puro e ver a natureza foi maravilhoso, só de lembrar já sinto o gostinho da liberdade. Nesse mês o Théo começou a ter mais contato com o João (nosso gato), ele começou a olhar e querer saber o que era aquele ser peludo, mas não demorou muito e logo perdeu o interesse. 

Depois que o bebê nasceu eu acabei ficando muito mais tempo dentro de casa, eu me sentia cansada, sem disposição para nada, era apenas eu e o bebê, era muito ruim, uma  sensação estranha de prisão tomava conta do ambiente, quando meu marido chegava do trabalho, eu queria conversar, contar quantas fraldas eu troquei, queria falar sobre qualquer coisa, mas eu precisava conversar, e ele, estava cansado, só queria chegar em casa e descansar. Eu passava o dia todo apenas vivendo para um bebê eu precisava de liberdade, ir pagar uma conta por 1 hora e deixar o bebê em casa com minha irmã me trouxe um sentimento diferente, mas que naquele momento eu precisava.

Espero que vocês tenham gostado, um super beijo =*

Um comentário:

  1. Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso não tenhas lá recebido poderás aceder à nossa plataforma em https://swonkie.com
    Contamos contigo? :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...